Blog do Miguel Faccio

◄◄◄ Dúvidas quanto a navegação do site, clique em "NAVEGAÇÃO".►►► Este Blog tem a finalidade de levar a você o resultado de uma vida de estudo, de dedicação e de aprofundamento dos conhecimentos revelados pela Fonte Suprema. Dou ênfase aos RAIOS DIVINOS OU CHAMAS que é uma das últimas revelações à humanidade, deixando de ser do domínio secreto.

PLV2411 – Livro 18 – Diário, 11/04/2018

11/04/2018

A condição da evolução da vida na matéria é, como chamamos, a morte. Em realidade não é morte, é apenas a situação necessária para que os elementos que dão condição ao ser em transmitir a vida possam retornar à sua condição anterior, ao informe, à sua origem. A vida, para evoluir, crescer, precisa ser passada adiante. Na flora, através das sementes que a planta cria e retransmite a vida, não só para a perpetuação da espécie, mas, também, para servir de alimento aos seres que lhe são superiores. Essa é a forma de a vida dos vegetais evoluírem. Na fauna, a vida evolui não na semente, mas na criação de um outro ser semelhante, onde há a condição de que uma outra vida se recrie na matéria e receba a condição de evoluir, portanto, um estágio superior se apresenta, em que uma vida dá a condição para outra vida entrar na matéria para buscar sua evolução. Não podemos esquecer que tudo tem vida. A vida se estabelece primeiramente no átomo, que dá a condição de que, na aglomeração de miríades dessas vidas formar um organismo que será a morada temporária para uma outra forma de vida, que poderíamos chamar “superior”. Aquilo que o ser humano chama de “morte” nada mais é do que a condição necessária à evolução, que a ciência dos homens assim catalogou: “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”, e poderia ser acrescido: “para dar condição para a vida evoluir”.

Deixe uma resposta


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0